Ulrich Mitzlaff

Ulrich Mitzlaff
(1 imagens)

Estilo Musical

Experimental

Região

Lisboa / Lisboa

Sobre

Violoncelista (acústico e eléctrico) & compositor

ULRICH MITZLAFF completou os seus estudos de violoncelo nos anos setenta em Tübingen (Alemanha) com o Professor Stefan Zarnescú. Vive em Lisboa (Portugal), desde 1996, onde trabalha como violoncelista e compositor de música contemporânea e experimental, improvisação, free-jazz, composição conceptual e sound-art. Colabora com vários artistas em projectos multidisciplinares e electro-acústicos e é membro da associação de arte “granular”.
Actualmente participa em vários projectos, nomeadamente: Duo Ulrich Mitzlaff / Miguel Mira, com o novo e muito surpreendente CD “Cellos” que foi lançado este ano no início da primavera; Separados Frutos, uma formação de música experimental e spoken word com Nuno Rebelo, Vera Mantero e Manuel Guimarães; Open Speech TRIO com Carlos Bechegas e Miguel Cabral; o Duo Carlos “Zingaro” / Ulrich Mitzlaff e o Fruit Music Quartet com Franziska Schroeder, Pedro Carneiro e Pedro Rebelo.
Com Carlos “Zingaro” tocou em várias constelações e formações que tiveram um impacto significativo na sua música, tal como as suas colaborações com Nuno Rebelo, Carlos Bechegas, Miguel Mira e Carlos Santos.
Interpretou em 2001 a música original, composta por Nuno Rebelo, para “Como rebolar alegremente sobre um vazio interior”, coreografia de Vera Mantero para o Ballet Gulbenkian, e em 2003 para “Silicone Não”, coreografia de Paulo Ribeiro para a Companhia Paulo Ribeiro. Colaborou em 2000 e 2001 com Américo Rodrigues na sua peça multi-dimensional “…como um relâmpago…”.
Compôs e apresentou ao vivo em 2008 a música para a coreografia criada por Romulus Neagu “A Invisibilidade das Pequenas Percepções”. Com Romulus Neagu forma actualmente o duo “ImproFormance”, uma instant dance-performance.
Em 2008 criou e interpretou a música para o filme documentário de Miguel Clara Vasconcelos sobre o projecto coreográfico de Romulus Neagu “A Invisibilidade das Pequenas Percepções”, e em 2009 compôs e interpretou a música para a curta metragem de Miguel Clara Vasconcelos “Pedrinez”.
Interpretou a música original de Paulo Curado para o filme de animação “Cândido” de “Zepe” – José Pedro Cavalheiro em 2007.
Participou em vários festivais internacionais, entre outros: “Festival LEM Primavera” (Barcelona 2009), “Festival Portugal and the World” (Bruxelas 2007), “Metasonic LX” (Lisboa 2006), “Festival Músicas do Mundo” (Sines 2006), “Festival Alkantara” (Lisboa 2006), “Sonorities - festival of contemporary music” (Belfast, Irlanda de Norte 2005), “CAMP 03 - international festival for electronic music, sound art and visual arts” (Tübingen, Alemanha 2003) e “CAMP 05” (Montemor-o-Novo 2005), “Encontros de Música Experimental- EME” (Setúbal 2000 e 2001), “Ó da Guarda” (Guarda 1999, 2005 e 2008).
Tem-se apresentado em vários concertos com Fried Dähn, Rodrigo Amado, Emídio Buchinho, Vitor Joaquim, Thomas Maos, Stefano de Bonis, Josep-Maria Balanyà, Bart Maris, Stefano Zorzanello, Gregg Moore, Liba Villavecchia, Paulo Curado, Bertrand Gauguet, Mark Whitecage, Phill Niblock, Miguel Leiria Pereira, Ernesto Rodrigues, entre muitos outros. Colabora no duo I/O com Carlos Santos (MAX/MSP) no âmbito da improvisação electro-acústica e com os Lisbon Improvisation Players de Rodrigo Amado.

Links

myspace

Próximos concertos de Ulrich Mitzlaff

Sem concertos agendados

Publicidade
Comentários
RSS Feed
  • RSS Adicione o RSS de Ulrich Mitzlaff